19/05/2009

ANTES DE PARTIR

- Não desliga mais na minha cara! Alô?? Não! Eu vou falar agora! Me escuta! Você vai me escutar! Eu queria....eu queria, sim, que tudo tivesse sido diferente. Queria mesmo...sabe? Eu queria ter aquela sensação de "coisas completas". E não isso...não esse amontoado de dias, de horas...de segundos em que vivi preso a...(pausa)...Anos e anos se perderam bem em frente aos meus olhos e se perderam simplesmente por eu ser quem eu sou...por eu ser como sou. Eu queria....eu queria que você nunca tivesse se aproximado de mim com aquele papo idiota. Com esses seus olhos azuis e...com esse seu jeito que, na verdade, não é nada...nada demais. Nada. Esse seu jeito não me pega mais...eu não me engano! Sei muito bem o que se passa na sua cabeça e te digo: você é tudo o que eu jamais gostaria de ser. Rezo para que alguém tenha a feliz idéia de furar seus dois olhos qualquer dia desses. Rezo para que algo te aconteça, não sei bem o que...o que sei é que você merece! Entendeu? Merece!! Ninguém...eu disse ninguém...em momento algum, teve pena de mim. Ninguém parou ao meu lado...ninguém me deu a mão, ninguém me colocou no colo. Ninguém me perguntou se eu sofria! E eu sofria, porra!! Noites e noites passei pensando em como fazer para te tocar...em como eu deveria agir quando te encontrasse novamente, em como...(pausa) eu te desejava tanto! E ninguém perguntou se eu sofria...eu sofria...Aquele teu papo idiota, como se nada fosse nada e eu, estupidamente...me rendi a ele...Quem você pensa que é? Você não é nada, eu já disse! Nada!! Eu repito isso e te odeio e cuspo na tua cara. Eu rezo incansavelmente para que algo te aconteça, mas...

O OUTRO DESLIGA.
ELE LIGA NOVAMENTE.

- Alô, mas que merda, já disse pra você não desligar! Você me deve isso!! Será que você não entende? Eu queria descobrir de onde nasceu essa sua empáfia, esse seu jeito superior, essa...(pausa) Que dor de cabeça...(pausa)...Sabe, eu jamais deveria ter dado o primeiro passo. Eu nunca deveria ter respondido ao seu primeiro resquício de contato, naquele dia. Ainda bem que a gente cresce, quebra a cara e aprende algumas coisas. Ergo as mãos pro céu pra dizer que, mesmo depois de passar pelo que você me fez passar, ouviu bem?, você, que é o único culpado, e...já nem sei o que eu ía falar...Que merda! Não dê risada! Não faça isso porque eu sou capaz de...

MAIS UMA VEZ, O OUTRO ENCERRA A LIGAÇÃO.
MAS ELE VOLTA A LIGAR.

- Porra! Se você desligar de novo, eu...(pausa) Não diga isso, seu filho de uma puta! Você sempre soube que eu te amei! Você sabia disso! Sabia!! Ah, é claro! É claro que isso era um prazer pra você...muito você deve ter rido da minha cara cada vez que eu ía embora! Cada vez que uma carta minha chegava até suas mãos...Olha, eu juro...(pausa)...pelo que há de mais sagrado...que eu vou rezar dia e noite....eu vendo a alma ao diabo se for preciso...mas algo ainda há de acontecer com você (pausa)...É, isso é muito ruim, me faz mal, mas eu preciso te ver sofrer....e você vai sofrer, porque nem sempre as coisas vão acontecer como você planeja. O que eu quero que você saiba, é que você jamais terá alguém como eu ao teu lado. Ninguém nunca vai te querer. Ninguém..............jamais..................você não merece, eu...........eu sofri tanto.......................quem você pensa que é?

ELE DESLIGA. ANTES DE PARTIR, ENXUGA O ROSTO.
O ESPELHO FORA A ÚLTIMA TESTEMUNHA DE SUA TRISTEZA.

5 comentários:

Marcus disse...

muito bom o texto..
parabens!

thiago toscani disse...

O mais engraçado é que pedi COMENTÁRIOS DE CONTEÚDO. Gente burra ou fazida??

Ana Paula Moreira disse...

Nossa... que texto forte. Espero que não tenha acontecido de verdade e nem que seja uma vontade guardada de se fazer. Acho que é importante desabafar quando necessário, mas não acredito que após falar tudo isso alguém se sinta bem, desejando o mal a alguém. Se sofremos por alguém é pq deixamos isso acontecer. Deixamos os outros nos magoarem. Só dependemos de nós mesmos para sermos felizes.

Lina :) disse...

Mias uma vez você me deixou atônita com seus escritos.
Eu imaginava um final diferente, mas fui surpreendida.
Obrigada pelo comentário em meu blog e pelo elogio.
É muito importante para mim receber elogios de quem já tem mais experiência no mundo das letras ao invés dos comentários sem conteúdo algum.
Lindo texto, arrebatador.
Parabéns, beijos.

Flávia Souza disse...

Caramba, bem diferente do que eu imaginava que fosse acabar. Muito bom!